sábado, 28 de março de 2015

GP Memorável 36# - Oeste dos EUA 1983

150º POST

Há 32 anos e 1 dia acontecia o GP do Oeste dos EUA, a última corrida realizada em Long Beach. Uma corrida que em certos momentos dava sono, e outras animava bastante, com belas disputas, especialmente no início da prova. A prova marava a volta de Alan Jones a categoria, pela Arrows, que acabou demitindo Chico Serra, já que ele não conseguiu os patrocinadores...

O Brasil ainda tinha dois brasileiros para torcer, Nelson Piquet e Raul Boesel, ambos largava em 20º e 26º respectivamente. As duas Osellas, de Fabi e Ghinzani, não conseguiram se classificar, e a surpresa era ver duas McLaren nas últimas 3 filas. A pole era de Tambay, seguido por Arnoux, Keke, Laffite, de Angelis, Warwick, Alboreto, Prost, Sullivan e Jarier fechavam o TOP 10. Na sua volta, com 94kg, Alan Jones largava na 12º colocação, dez posições a mais do que a McLaren de John Watson, que largava logo a frente de Lauda, 23º.


Na largada Rosberg sai patinando e atacando o carro de Arnoux, que por pouco não danificou a suspensão, metros depois, o mesmo finlandês, disputando com Tambay a primeira colocação acabou rodando, por causa da ondulação da pista, Keke deu um 360 e voltou em 3º, sendo que eles ainda estavam na metade da primeira volta...

Rosberg começava a se aproximar volta á volta em cima de Tambay, que tinha problemas com seus pneus, que estavam muito desgastados, a ponto dele fazer certas curvas "de lado" e quase tocando na barreira do lado de fora da curva. Em poucas voltas os 7 primeiros estavam todos juntos, eles eram Tambay, Keke, Laffite, Arnoux, Alboreto, Jarier e Patrese.


Alboreto e Jarier, que vinham disputando curva a curva, até que o experiente francês jogou a sua Ligier na Tyrrell, inicialmente pensou-se que o azarado disso foi Alboreto, que chegou a ir para os boxes, mas que mesmo tinha sido o azarado foi Jarier, que voltas depois bateria de novo, mas não com o italiano. Com isso Patrese, que já tinha passado por Arnoux, que estava com problemas, ia para a 4º colocação.

Na volta 25, Keke arrisca na Le Gasomet, e ali acaba tocando em Tambay. O piloto da Ferrari deixou o motor morrer, enquanto Rosberg ainda andou por meia reta até sua suspensão ceder, fazendo-o abandonar uma prova que até aquele momento era cheia de brigas. Seu companheiro, Jacques Laffite, viu que a chance de vitória na estava longe, e só teria problemas em se livrar de Patrese.


O italiano acabaria perdendo rendimento, mesmo problema que Laffite também teria. Os líderes começavam a andar em um ritmo lento, e quem vinha lá de trás começava a ganhar posições, entre eles Watson, Lauda, Piquet, Cheever, Cecotto, Sullivan, Boesel, Alboreto e Arnoux, esses dois últimos começavam a se recuperar depois de problemas, que eu já citei acima.

Com o número de abandonos aumentando cada vez mais, o líder do Campeonato, Nelson Piquet, tinha chances de pontuar, e não deixar que ninguém tomasse sua posição. Infelizmente para os brasileiro, Piquet acabou abandonando com problemas no regulador, ele mesmo já estava atrás das duas McLaren, que vinham disputando a 3º e a 4º colocação entre si.

Pesando 94 Kg, no canto branco: Alan, Stanley, Jones!!!!
Watson passou por Lauda e foi a caça de Patrese e Laffite. As duas McLarens passaram os líderes, que agora eram eles, Jacques acabou sendo ultrapassado por Patrese, e ficaria certo tempo na 4º colocação. A última, e a melhor, briga da corrida começaria á acontecer, entre Arnoux e Cheever.

O francês começou a se recuperar no meio da corrida, ele estava em 6º, e tinha Eddie Cheever á sua frente, e a frente do norte americano, estava Jacques Laffite, que andava muito lento. A melhor disputa da corrida começou, parecia uma alvo fácil para Arnoux, que teve sérias dificuldades para passar Cheever, que dificultava a cada curva a ultrapassagem de René.


Após já inverteram as posições umas 2 vezes, ambos chegaram até Laffite, que se arrasta na pista, e numa manobra incrível, Arnoux assumiu a 4º colocação, deixando o compatriota e o norte americano para trás na mesma curva. Mesmo assim Cheever não desistiu, tentou e conseguiu passar novamente, mas depois, quando foi novamente ultrapassado, acabou abandonando com problemas na caixa de câmbio. Para a alegria de Arnoux, Riccardo Patrese teria problemas em seu distribuidor, e abandonaria há poucas voltas do fim.

Nove voltas depois, John Watson ergueu o braço e comemorou uma das vitórias mais surpreendentes da história da categoria, seguido por Lauda e Arnoux, enquanto Laffite, Surer e Cecotto completava o pódio. Aquele foi o primeiro e único ponto do venezuelano na F-1, e também o primeiro da Venezuela, que em 2012 alcançou sua primeira vitória, né Maldonado...


RESULTADOS:
  1. John Watson - McLaren Ford - 1:53:34.889 - 9pts
  2. Niki Lauda - McLaren Ford - +27.993 - 6pts
  3. René Arnoux - Scuderia Ferrari - +1:13.638 - 4pts
  4. Jacques Laffite - Williams Ford - +1 Volta - 3pts
  5. Marc Surer - Arrows Ford - +1 Volta - 2pts
  6. Johnny Cecotto - Theodore Ford - +1 Volta - 1pt
  7. Raul Boesel - Ligier Ford - +2 Voltas
  8. Danny Sullivan - Tyrrell Ford - +2 Voltas
  9. Michele Alboreto - Tyrrell Ford - +2 Voltas
  10. Riccardo Patrese - Brabham BMW - Distribuidor
  11. Alain Prost - Renault - +3 Voltas
  12. Nigel Mansell - Lotus Ford - +3 Voltas
  13. Eddie Cheever - Renault - Caixa de Câmbio
  14. Alan Jones - Arrows Ford - Despreparo Fisíco - OUT
  15. Nelson Piquet - Brabham BMW - Regulador - OUT
  16. Andrea de Cesaris - Alfa Romeo - Caixa de Câmbio - OUT
  17. Elio de Angelis - Lotus Renault - Manuseio - OUT
  18. Roberto Guerrero - Theodore Ford - Caixa de Câmbio - OUT
  19. Jean-Pierre Jarier - Ligier Ford - Colisão - OUT
  20. Bruno Giacomelli - Toleman Hart - Bateria - OUT
  21. Mauro Baldi - Alfa Romeo - Rodada - OUT
  22. Patrick Tambay - Scuderia Ferrari - Colisão - OUT
  23. Keke Rosberg - Williams Ford - Colisão - OUT
  24. Eliseo Salazar - RAM Ford - Caixa de Câmbio - OUT
  25. Derek Warwick - Toleman Hart - Rodada - OUT
  26. Manfred Winkelhock - ATS BMW - Colisão - OUT
  27. Corrado Fabi - Osella Ford - DNQ
  28. Piercarlo Ghinzani - Osella Ford - DNQ
Esses foram todos os pilotos que participaram do fim-de-semana
Volta Mais Rápida: Niki Lauda: 1:28.330

Desilusão de Cheever...
Curiosidades:
- 375º Grande Prêmio
- 5º Vitória de John Watson, e a última
- 1º Pole de Patrick Tambay
- 30º Vitória da McLaren
- 90º Pódio da McLaren
- 350º GP os Motores Ferrari
- 153º Vitória da Ford Cosworth Como Motor
- 1º Ponto de Johnny Cecotto, e último
- Último Ponto da Equipe Theodore

  • MELHORES PILOTOS: John Watson / Niki Lauda
  • AZARADO: Keke Rosberg
  • SORTUDO: René Arnoux
  • SURPRESA: Johnny Cecotto
Quem larga na 22º e 23º colocação, e na mesma corrida termina em 1º e 2º não precisa de palavras, mas uma só já está de bom tamanho MITO, isso que Watson e Lauda são após largar nas últimas três filas do grid e depois vencer a prova, um feito que jamais foi repetido, ou superado. Rosberg tinha tudo para vencer em uma prova que ele era a atração principal, mas acabou sendo a vítima de Tambay, que o fechou. Arnoux, mesmo com problemas no começo da corrida, se recuperou bem, e travou uma grande disputa com Cheever. Cecotto deu a Venezuela seu primeiro ponto, deu a ele seu único, e deu á Theodore seu último, quem diria que uma equipe de Hong Kong conquistaria dois pontos na F-1...


Campeonato de Pilotos
  1. Niki Lauda - McLaren Ford - 10pts
  2. Nelson Piquet - Brabham BMW - 9pts
  3. John Watson - McLaren Ford - 9pts
  4. Jacques Laffite - Williams Ford - 6pts
  5. René Arnoux - Scuderia Ferrari - 4pts

Campeonato de Construtores
  1. McLaren Ford - 19pts
  2. Brabham BMW - 9pts
  3. Scuderia Ferrari - 6pts
  4. Williams Ford - 6pts
  5. Arrows Ford - 3pts
Imagens tiradas do Google Imagens

2 comentários:

  1. As atuações de Lauda e Watson não me saem da cabeça.

    Foram espetaculares... mas torci muito pro Piquet nessa prova...

    bons tempos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Watson teve uma atuação quase igual anos antes

      Excluir