sábado, 12 de setembro de 2015

TOP 25 - Capacetes Mais Bonitos da F-1 - Minha Opinião


Tantos capacetes lindos já passaram pela Fórmula 1. Alguns mais icônicos do que outros, o que ajuda na mitificação de determinada pintura ou cores, afinal, você, grande fã da categoria, quando vê amarelo pensa em Senna, quando vê vermelho pensa em Piquet ou em Schumacher, quando vê azul se lembra de Hill, e assim vai. Alguns capacetes do fundo do pelotão também eram lindos, mas sem muito destaque acabavam no esquecimento, como no caso de Pascal Fabre e Mike Thackwell. Mas vamos começar logo esta lista, que lembrando, foi feita com base na minha opinião.

25 - Jim Clark

Tenho uma fascinação pelos capacetes azuis, e por isso não era nenhuma surpresa, para mim, colocar um capacete azulado no começo da minha lista. Começamos muito bem, com o casco de Jim Clark, o bicampeão escocês que era veloz em qualquer tipo de categoria, desde monopostos até stocks. Jimmy quase atingiu a perfeição numa época em que os carros tinham vários problemas, e este ano foi o de 1965, quando venceu 5 das 5 provas que participou durante os 6 GPs iniciais da temporada.

24 - Emerson Fittipaldi

Numa lista de 50 pré-selecionados, Fittipaldi ficou por um fio de não sair da minha lista. O capacete, inicialmente, tinha detalhes em laranja, e não em vermelho, mas quando Emmo mudou essa tonalidade... o Brasil finalmente se viu no topo do esporte á motor, com ele conquistando o primeiro título brasileiro na F-1.

23 - Alain Prost

Capacete clássico da década de 80 até a virada pros anos 90. Alain Prost sem dúvida marcou a infância, e carreira, de muita gente. A cor azul misturada com o branco e vermelho mostrava sua paixão pela França, que por sua vez retribui-a muitas vezes de maneira ingrata, como o próprio francês já falou.

22 - Keke Rosberg

O terceiro finlandês na categoria (e o primeiro grande Flying Finn), Keke Rosberg tinha um lindo capacete na qual ele desfilou pela Williams. O anterior era pintado de azul e branco, mas depois, a partir de 1984, Keke decidiu mudar um pouco e adicionar o amarelo, que caiu bem na antiga combinação.

21 - Stefan Johansson

O primeiro capacete do sueco era totalmente negro, uma belezura, mas como eu só podia escolher um de seus dois principais cascos, preferi o segundo, usado a partir de 1984, quando correu pela Tyrrell e pela Toleman. A parte de cima tem um azul forte, enquanto o resto do capacete é tomado pelo branco, a não ser alguns detalhes na parte de trás.

20 - Nigel Mansell

O clássico capacete de Nigel Mansell aparece apenas na 20º posição da lista. Com as cores da Grã-Bretanha, Mansell desfilou por 6 continentes e conquistou vitórias em todos eles. Outro detalhe que deixou o capacete mais bonito é seu nome, que aparece logo abaixo da viseira e ao lado das faixas britânicas.

19 - Gilles Villeneuve

Um dos mais icônicos capacetes da história do esporte á motor. Se você ver um casco vermelho e azul, tenha certeza que é o de Gilles Villeneuve, a lenda canadense que passou pela categoria como um meteoro, até morrer em 1982, quando o título parecia sorrir para ele. Na parte central, se destaca o azul, enquanto nos lados vemos o vermelho, que caiu bem com o carro da Ferrari.

18 - Giancarlo Fisichella


Isso pode parecer um absurdo: Fisichella na frente de Villeneuve no quesito capacetes? É minha escolha e ponto final. O amarelo, branco, verde e azul calhava muito bem para vários carros, desde as Jordans e Benettons até as Renaults e Ferrari na qual o italiano piloto. Na minha opinião, o que falta atualmente na F-1 é piloto italiano para desfilar seu talento e seu belo capacete.

17 - Michael Schumacher

É claro que não podia faltar Michael Schumacher. Mas como já disse, eu só podia escolher um capacete dos dois que o alemão usou, então preferi o vermelho, que marcou uma geração que via um carro vermelho ter um piloto de capacete vermelho que vencia quase tudo que existia. A combinação de vermelho com branco continuou na sua época de Mercedes, mas agora o prata havia tomado o lugar da cor neutra.

16 - Riccardo Patrese

O maior de todos os escudeiros também precisaria ter um belo capacete. Riccardo Patrese foi número dois de, principalmente, Nelson Piquet e Nigel Mansell, mas mesmo assim tinha um casco tão bonito quanto eles. Infelizmente, era a única área na qual ele podia batalhar de igual para igual.
15 - Andrea de Cesaris

É claro que não podia faltar o MITO SUPREMO, Andrea de Cesaris. O italiano tinha uma pintura que caiu muito bem quando ele foi para a Jornda, que por sua vez tinha uma pintura verde. O capacete de de Cesaris era composto de uma combinação de vermelho, verde e branco, mostrando todo seu patriotismo pela Itália.
14 - Alessandro Nannini

Se tem um italiano que podia ser campeão depois de Ascari, esse era Alessandro Nannini. A pintura prata, azul e preta, com um modelo de capacete diferente de todos diferenciava o Alex no meio do pelotão. Infelizmente, um acidente aéreo quase tirou a vida de Nannini, mas por sorte ele ainda está vivo.

13 - Mika Häkkinen

O único homem com talento tão superior quanto o de Michael Schumacher também tinha um lindo capacete. O maior de todos os Flying Finns, Mika conquistou um bicampeonato usando as cores de seu país: branco e azul, que tomava quatro diferentes partes do casco. Três listas, com tonalidades diferentes na lateral, e um forte azul no topo.
12 - Nico Rosberg

Quase todos seus capacetes eram bonitos, mas quando ele mudou para o escuro e cromado em 2014.... a classificação "bonita" se tornou "linda". Abandonando de vez as cores finlandeses e se aproximando mais das cores alemães. Na minha opinião, seu ponto mais forte de patriotismo foi no GP da Alemanha de 2014, quando o capacete estava com as cores do país que acabara de vencer a Copa do Mundo e tinha um alemão á liderar a Fórmula 1 com um carro alemão...

11 - Elio de Angelis

Elio bateu na trave para entrar no top ten dos capacetes mais bonitos que já foram vistos na categoria. O modelo também ajudava, deixando a pintura fazer apenas o resto, deixando o casco como um dos mais lindos da década de 80. Tomado pelo branco, ele tinha duas faixas: uma preta e outra vermelha.

10 - James Hunt

Com um empate quase técnico com o nono colocado, James Hunt aparece na 10º colocação da nossa lista. O campeão de 1976 sempre desfilou com essa pintura na Fórmula 1, mas apenas em sua última temporada o carro acabou combinando com as cores preta, azul, vermelha e amarela. O Wolf negro deixava ainda mais bonito o capacete do britânico, que foi visto pela última vez em 2013, quando Kimi Räikkönen participou do GP monegasco com a mesma pintura do ídolo.

9 - Sebastian Vettel

Tantas e tantas pinturas diferentes, e apenas uma para escolher. Eu poderia fazer uma lista só com os capacetes do alemão, mas ela sem dúvida teria como vencedora esta: de 2015. A pintura remete á época de kart de Michael Schumacher, que por sua vez, TALVEZ se inspirou na antiga pintura, também de kart, de Stefan Bellof...

8 - Wolfgang von Trips

Alemães tem ótimo gosto em relação é que cor escolher para pintura seu "elmo". Agora, na 8º colocação, vemos Wolfgang von Trips, que tinha um capacete pintado de prata, diferenciado-se de todos por causa de uma faixa preta que vinha do logo da Scuderia Colonia...

7 - Nelson Piquet

Voltamos a ter o Brasil na lista com Nelson Piquet e sua linda gota vermelha. O tricampeão sem dúvida teve sorte em usar um casco tão lindo feito por Cid Mosca, que por sua vez se superou com uma pintura mais "arrendonda" numa época em que as pinturas eram mais geométricas e formadas por simples "riscos".

6 - Ayrton Senna

Não! Não chore sennista! E nem venha xingar! Para mim, o capacete de Ayrton Senna é o mais ICÔNICO da história, porém não é o mais belo. Apesar das cores amarela, azul e verde serem bonitas, elas caíram bem em apenas um carro, a Lotus...

5 - Família Hill

Graham, Damon e Josh Hill sempre andaram com essa pintura: o azul com os pilares brancos no topo. Sem dúvida todos amam esse capacete, uns mais do que outros, mas é verdade que o layout entrou para a história. Acredito eu, está no top 3 dos mais icônicos da história do esporte a motor, afinal, nunca teve uma modificação tão grotesca

4 - Jacky Ickx

A verdade é que tenho uma fascinação por capacetes azuis, e estaria claro que o capacete de Jacky Ickx não poderia faltar na lista. Quando falo do belga, duas coisas me vem a cabeça: Stefan Bellof e Jochen Rindt... E por quê o capacete de Ickx é mais bonito do que o de Hunt? Por ter faixas brancas combinando nas bordas...

3 - Gerhard Berger

Entre os capacetes que passaram pela McLaren na Era Marlboro, prefiro o de Gerhard Berger. O azul combinado com o vermelho e branco, que simbolizam a Áustria, tornaram o capacete o mais bonito da década de 90, e o segundo mais bonito dos anos 80.

2 - Stefan Bellof

Se você está na "faixa 2" do conhecimento sobre o automobilismo, se abaixo apenas mais um pouco para saber a beleza do capacete de Stefan Bellof, o Rainmeitser. Caso você pergunte: "Mas se fosse considera este o segundo mais bonito, cadê o de Thierry Boutsen? Responde: Preste mais atenção e você irá entender.... Usando as cores da Alemanha, Bellof desfilou pela F-1 e pelo WSC, sempre sendo considerado o mais promissor de todos que estavam lá.

1 - Ronnie Peterson

37 anos depois de sua morte, o capacete do SuperSwede ainda está vivo no coração dos grandes fãs da categoria máxima do automobilismo. Considerado por muitos, e por mim, um dos melhores pilotos que jamais foram campeões, Ronnie Peterson sempre mostrou ter um talento superior ao demais especialmente na área de "ficar de lado nas curvas para meter medo á todos que viam"....

O capacete de Ricardo Rodríguez bateu na trave de estar na lista...

Imagens tiradas do Google Imagens e F1-History.deviantart.com

4 comentários:

  1. É sério, gosto do teu blog e tudo, mas tu exagera na fascinação pelo Beloff assim como alguns exageram sobre o Senna...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu sei que exagero certas vezes, mas um dos motivos de eu ter tanta fascinação é também por causa da beleza do capacete dele

      Excluir