quarta-feira, 24 de junho de 2015

GP Memorável 49# - Leste dos EUA 1984


Apenas uma semana depois do GP do Canadá, o circo estava mais uma vez em Detroit, uma cidade que tinha um péssimo traçado, que ruas estreitas, sujas, esburacadas e cheias de bueiros. Quem estava animado para a prova eram os pilotos com motor aspirado, Martin Brundle, Stefan Bellof, Marc Surer e Huub Rothengatter, que teriam, primeiro, superar os problemas de enfrentar os potentes turbo nos treinos.


Três pilotos retornava ao grid, Teodorico Fabi finalmente correria pela Brabham novamente, enquanto Jonathan Palmer voltava para a RAM depois de correr as 24 Horas de Le Mans. E por último, mas não menos importante, Patrick Tambay, ainda sentindo dores, voltava para correr com sua Renault. Os 27 inscritos não eram suficientes para caber no grid, por isso um coitado teria que correr apenas na sexta e no sábado.

Nelson Piquet manteve a boa forma e fez um grande tempo, 1:40.980, superando Alain Prost. Na segunda fila, Nigel Mansell surpreendia a todos com sua Lotus, tendo Michele Alboreto, Elio de Angelis e Derek Warwick logo atrás. Ayrton Senna conseguiu um belo 7º lugar, na frente de pilotos da estirpe de Eddie Cheever, Patrick Tambay e Niki Lauda, que fechavam o TOP TEN.


Martin Brundle deu show nos treinos, marcando um tempo "apenas" 2.774s mais lento do que Nelson Piquet. O britânico estava na frente de Andrea de Cesaris, Thierry Boutsen, Manfred Winkelhock e até de René Arnoux, que fez uma péssima qualificação, ficando apenas em 15º. Stefan Bellof era 16º, com Johnny Cecotto e François Hesnault logo atrás.

Agora viam duas surpresas, uma pequena e outra grande. Jacques Laffite era 19º, e Keke Rosberg o 21º, entre eles Philippe Alliot conseguiu ser mais rápido á bordo de uma RAM Hart do que um campeão de Williams Honda. Os últimos qualificados eram Marc Surer, Teo Fabi, que fez um péssimo treino, coisa muito diferente de seu companheiro, Jonathan Palmer, Riccardo Patrese, outro que teve um sábado de esquecer e Piercarlo Ghinzani.


O único não qualificado foi Huub Rothengatter, com sua Spirit o holandês foi 8.975s mais lento do que Nelson, que viu um belo sol no domingo. Na largada, nem Piquet nem Prost conseguem pular bem, mas sim o Leão Nigel Mansell, que tenta colocar no meio dos dois, mas, sem espaço, acaba tocando no brasileiro, e logo depois em Alboreto, que ainda foi atingido pelo piloto da Brabham, que teve seu carro totalmente destruído. Senna acabou sendo atingido pelo pneu do compatriota, que ainda foi tocado por Surer.

No final, Michele Alboreto, Nigel Mansell, Nelson Piquet, Ayrton Senna e Marc Surer havia danificado seus carros. Todos eles, menos o suiço, tinham um carro reserva, e com isso conseguiram voltar para a corrida, que foi reiniciada. Agora, tudo correu bem, com Piquet largando bem dessa vez, seguido por Prost, Mansell, Alboreto, Cheever, Warwick, de Angelis, Lauda, Tambay e Ayrton Senna, que largou muito mal.


Ainda na primeira volta, Manfred Winkelhock explode seu motor BMW, e alguns minutos depois foi a vez da RAM de Palmer abandonar com um furo no pneu. René Arnoux acabaria fechando seu péssimo fim-de-semana com um encontro com o muro. Na terceira volta, dois pilotos desistirão da corrida por causa de um acidente envolvendo ambos, Ghinzani tocou em Hesnault na curva três, o italiano até tentou voltar, mas ele tinha problemas na suspensão.


Derek Warwick foi para cima de Alboreto, e conseguiu assumir a quarta posição. Logo depois, Eddie Cheever passou por ambos e já era o quarto, há poucos segundos de Prost, que havia perdido a 2º colocação para Mansell. A disputa da corrida estava do 7º posto para trás, com Niki Lauda, Patrick Tambay, Ayrton Senna, Thierry Boutsen, Stefan Bellof, Martin Brundle e Keke Rosberg.

Senna era o mais lento da fila, segurando o belga, que anos mais tarde se tornaria seu amigo, e também o atrapalhando o bastante para Bellof fazer uma bela manobra e passar por ele. Alain Prost parou com problemas, mas voltou na pista, deixando Eddie Cheever na terceira colocação, e colocando Niki Lauda nos pontos.


Boutsen passou pelo alemão, que ainda perdeu a posição para seu companheiro. Keke Rosberg vinha escalando o pelotão, e na volta 22 já estava atrás de Boutsen. Ayrton Senna, que havia perdido posições, estava sendo pressionado por Bellof, que antes de tentar ultrapassar o brasileiro, viu ele errar na primeira curva, batendo e machucando a perna direita, mas nada de muito grave.

Antes do brasileiro, Riccardo Patrese já havia rodado também, e na mesma volta do acidente do pilto da Toleman, a outra Alfa abandonou, Eddie Cheever havia perdido o motor quando o pódio era quase certo. Nas voltas seguintes, vários abandonos aconteceram, Johnny Cecotto teve problemas na embreagem, Andrea de Cesaris havia tido problemas de aquecimento, já depois de furar o pneu. Boutsen perdeu o motor BMW na volta 27, a mesma que Nigel Mansell abandonou com problemas na caixa de câmbio, lá se ia a chance do britânico de vencer pela primeira vez.

Nomes da corrida? Martin e Stefan

Quem dava show era Brundle e Bellof, que ainda estavam sendo beneficiados pelos abandonos e pelas paragens de Prost e Warwick, mas eles ainda deveriam parar por causa do peso. Brundle foi o primeiro, na volta 33, e na tentativa de se aproximar do companheiro, Bellof acabou batendo na última curva, perdendo a suspensão traseiro, ás vezes o alemão ia tão ao limite que acabava encontrando o muro.

Na mesma volta, Niki Lauda abandonou com problemas elétricos, Philippe Alliot com os freios, e Patrick Tambay com a transmissão também abandonaram. Martin Brundle conseguiu passar por Alain Prost, que estava cheio de problemas, enquanto Derek Warwick era o mais rápido da pista. O britânico revezou a terceira colocação com Elio de Angelis até abandonar na volta 40.

poeticsofspeed.com

Keke Rosberg fazia uma grande prova, sendo 5º, mas toda sua alegria acabou quando o seu motor Honda "abriu o bico". Agora, quem ingressava nos pontos era Jacques Laffite, coisa rara naquela temporada, que foi cheia de problemas para o velho francês. Aproximava-se as últimas voltas, e com todos os carros tendo problemas aos poucos, havia o temor de ninguém terminar.

Quem estava mais "inteiro" era Martin Brundle com sua Tyrrell Ford, a ponto de conseguir passar facilmente Elio de Angelis, que era um dos mais lentos. O britânico agora era o terceiro, mas logo começou a comemorar quando Michele Alboreto parou com problemas no seu motor Ferrari. Agora era questão de tempo para Nelson Piquet comemorar a segunda vitória consecutiva, agora sem queimar o pé...


Mas, Martin Brundle estava disposto a estragar a festa do brasileiro, que estava muito lento na pista, sendo ultrapassado até pelo retardatário Prost. Quando chegaram na última curva, a diferença era de menos de 1s, que se manteve até eles cruzarem a linha de chegada. Piquet vencedor, com o show, Brundle, em 2º e Elio de Angelis completando o pódio. Quem fez grande prova foi Fabi, que terminou em 4º, enquanto Prost e Laffite completaram os pontuáveis


RESULTADOS:

  1. Nelson Piquet - Brabham BMW - 1:55:41.842 - 9pts
  2. Martin Brundle - Tyrrell Ford - 6pts*
  3. Elio de Angelis - Lotus Renault - +32.638s - 4pts
  4. Teodorico Fabi - Brabham BMW - +1:26.528s - 3pts
  5. Alain Prost - McLaren TAG-Porsche - +1:55.258 - 2pts
  6. Jacques Laffite - Williams Honda - +1 Volta - 1pt
  7. Michele Alboreto - Scuderia Ferrari - Motor - OUT
  8. Keke Rosberg - Williams Honda - Turbo - OUT
  9. Derek Warwick - Renault Elf - Caixa de Câmbio - OUT
  10. Stefan Bellof - Tyrrell Ford - Acidente - OUT*
  11. Patrick Tambay - Renault Elf - Transmissão - OUT
  12. Philippe Alliot - RAM Hart - Freios - OUT
  13. Niki Lauda - McLaren TAG-Porsche - Elétrico - OUT
  14. Nigel Mansell - Lotus Renault - Caixa de Câmbio - OUT
  15. Thierry Boutsen - Arrows BMW - Motor - OUT
  16. Andrea de Cesaris - Ligier Renault - Aquecimento - OUT
  17. Johnny Cecotto - Toleman Hart - Embreagem - OUT
  18. Eddie Cheever - Alfa Romeo - Motor - OUT
  19. Ayrton Senna - Toleman Hart - Acidente - OUT
  20. Riccardo Patrese - Alfa Romeo - Rodada - OUT
  21. François Hesnault - Ligier Renault - Acidente - OUT
  22. Piercarlo Ghinzani - Osella Alfa Romeo - Acidente - OUT
  23. René Arnoux - Scuderia Ferrari - Acidente - OUT
  24. Jonathan Palmer - RAM Hart - Pneu - OUT
  25. Manfred Winkelhock - ATS BMW - Motor - OUT
  26. Marc Surer - Arrows Ford - Colisão - OUT
  27. Huub Rothengatter - Spirit Ford - DNQ
Esses foram os pilotos que estavam inscritos para a corrida
Volta Mais Rápida: Derek Warwick - 1:46.221 - Volta 32


Curiosidades:
- 396º GP
- 12º Vitória de Nelson Piquet
- 1º Pódio de Teodorico Fabi**
- 1º Pódio de Martin Brundle*
- 34º Vitória da Brabham
- 100º GP da Renault
- 7º Vitória do Motor BMW
- 50º GP do Motor Honda
- 100º GP do Motor Renault


  • MELHOR PILOTO: Martin Brundle / Teodorico Fabi / Stefan Bellof
  • SORTUDO: Jacques Laffite
  • AZARADO: Eddie Cheever
  • SURPRESA: Jacques Laffite
Brundle e Bellof deram um show com suas Tyrrells de motor aspirado, se aproveitando da pista de rua e conseguindo um pódio, pena que o alemão encontrou o muro pelo caminho... Já Laffite teve sorte de terminar nos pontos, coisa surpreendente. Já Cheever, tinha tudo para conseguir um pódio, e quem sabe duelar pela vitória, mas o motor da Alfa...


Campeonato de Pilotos:
  1. Alain Prost - McLaren TAG-Porsche - 34,5pts
  2. Niki Lauda - McLaren TAG-Porsche - 24pts
  3. Elio de Angelis - Lotus Renault - 19,5pts
  4. Nelson Piquet - Brabham BMW - 18pts
  5. René Arnoux - Scuderia Ferrari - 16,5pts
  6. Derek Warwick - Renault Elf - 13pts
  7. Keke Rosberg - Williams Honda - 11pts
  8. Michele Alboreto - Scuderia Ferrari - 9pts
  9. Martin Brundle - Tyrrell Ford - 8pts
  10. Patrick Tambay - Renault Elf - 7pts
  11. Stefan Bellof - Tyrrell Ford - 5pts
  12. Nigel Mansell - Lotus Renault - 5pts
  13. Ayrton Senna - Toleman Hart - 4pts
  14. Eddie Cheever - Alfa Romeo - 3pts
  15. Riccardo Patrese - Alfa Romeo - 3pts
  16. Teodorico Fabi - Brabham BMW - 3pts
  17. Andrea de Cesaris - Ligier Renault - 2pts
  18. Thierry Boutsen - Arrows BMW - 1pt
  19. Jacques Laffite - Williams Honda - 1pt
poeticsofspeed.com

Campeonato de Construtores:

  1. Marlboro McLaren International - McLaren-TAG Porsche - MP4/2 - M - 58,5
  2. Scuderia Ferrari SpA SEFAC - Ferrari - 126C4 - G - 25,5pts
  3. John Player Team Lotus - Lotus Renault - 95T - G - 24,5pts
  4. MRD International - Brabham BMW - BT53 - M - 21pts
  5. Équipe Renault Elf - Renault - RE50 - M - 20pts
  6. Williams Grand Prix Engineering - Williams Honda - FW09 - G - 12pts
  7. Benetton Team Alfa Romeo - Alfa Romeo - 184T - G - 6pts
  8. Toleman Group Motorsport - Toleman Hart - TG184 - M - 4pts
  9. Ligier Loto - Ligier Renault - JS23 - M - 2pts
  10. Barclay Nordica Arrows BMW - Arrows BMW - A7 - G - 1pt
Imagens tiradas do Google Imagens - GPExperts.com.br - http://poeticsofspeed.com/

Um comentário:

  1. Piquet foi fora do comum no dia, porque andou bem em circuito de rua, que ele mesmo falava que não era bom!

    ResponderExcluir