terça-feira, 23 de junho de 2015

GP Memorável 48# - EUA 1985


Apenas uma semana depois do GP do Canadá, em Montreal, a F-1 chegava á Detroit, palco do Grande Prêmio dos EUA pela primeira vez, já que depois de cerca de 10 anos, a categoria tinha apenas uma prova estadunidense no calendário. Em falar nos norte-americanos, Carl Haas, que teria sua equipe ainda nesse ano, conseguiu um acordo para correr com os motores Ford.

Sem a Zakspeed, por motivos já citados, os treinos da sexta-feira começaram. Pouca gente imaginava, mas esses tempos seriam os válidos para o grid de largada, já que no sábado a chuva veio. Com isso, Ayrton Senna largava na ponta com uma diferença de mais de 1s para Nigel Mansell, o segundo colocado. Michele Alboreto e Alain Prost, postulantes ao título, formava a segunda fila. Keke Rosberg se via ao lado de Derek Warwick, na 5º colocação.


Eddie Cheever fez um bom tempo, e conseguiu ser mais rápido do que Elio de Angelis. Terminando o TOP TEN, Stefan Johansson e Nelson Piquet, que sofria com a fraca Brabham. No segundo pelotão, Marc Surer e Niki Lauda compunham a 6º fila, com Teodorico Fabi conseguindo superar Riccardo Patrese, á bordo de uma Toleman, logo atrás. Patrick Tambay e Jacques Laffite eram seguidos por Andrea de Cesaris e Martin Brundle.

Stefan Bellof conseguiu um 19º lugar, tendo seu compatriota logo atrás, Manfred Winkelhock. Thierry Boutsen era o melhor das Arrows, em 21º, com Piercarlo Ghinzani e Philippe Alliot logo atrás. Berger era o penúltimo, seguido por Pierluigi Martini, que mais uma vez fez um tempo gigantescamente mais lento do que o da pole, agora mais de 1 minuto de 22 segundos mais lento.


No domingo, a chuva se tornou um belo sol nas ruas de Detroit, que começariam a acompanhar o GP dos EUA de 1985. Na largada, Ayrton Senna perde a ponta para Mansell, que metros depois levaria o troco do brasileiro, que sofreria com a má escolha de pneus. Já Keke, conseguiu ganhar duas posições de uma só vez, deixando para trás Prost e Alboreto, se tornando, agora o terceiro colocado.

Lá foi o finlandês para cima de seu companheiro, que não resistiu muito ao ataque do escandinavo, que já estava colado em Senna, que também seria superado. Até aquele ponto, Derek Warwick já havia perdido o sexto posto para Elio de Angelis, Piercarlo Ghinzani tinha batido, Manfred Winkelhock havia enfrentado problemas no turbo e Teo Fabi na embreagem.


Stefan Johansson também passaria por Warwick, e se aproximava de Elio de Angelis, que mais afrente tinha Alboreto e Prost. Ayrton Senna parou com os problemas de desgaste de pneus, e voltou em 14º. Enquanto isso, Stefan Bellof e Martin Brundle faziam uma grande corrida, com direto a toque de ambos. O alemão estava mais rápido do que o britânico, que acabou sendo tocado pelo companheiro, que perdeu a carenagem frontal de seu Tyrrell, além de uma grande diferença.

de Angelis passou por Prost e Alboreto, e agora estava na terceira colocação, enquanto Stefan Johansson se aproximava para fazer o mesmo. Niki Lauda abandonou com problemas nos freios, dando mais uma posição á muitos pilotos, incluindo os da Tyrrell e Ayrton. Nelson Piquet foi o segundo brasileiro a parar, voltando depois de reclamar de alguns problemas em sua Brabham.


Ayrton acabaria tocando na barreira de pneus da curva 3, mas nada que danificasse muito sua Lotus. Voltas depois, Patrick Tambay cometeu o mesmo erro, mas agora danificando a suspensão e abandonando. Antes, Pierluigi Martini já havia tido problemas no motor, muito provavelmente o culpado de tantos problemas naquela curva.

Alain Prost estava quase sem freios, e perdia o rendimento muito rapidamente. Com isso, Martin Brundle, que estava dando show, conseguiu passar pelo francês. O britânico estava muito rápido em Detroit, voltas depois ainda conseguiria a ultrapassagem sobre Alboreto, um pouco antes de Derek Warwick ter problemas na transmissão, e Prost bater na curva três. Outro que abandonou foi Riccardo Patrese.


Nigel Mansell, que era o segundo, rodou duas vezes, e já havia perdido posições, além de fazer uma parada. Logo depois, acabou errando na curva três e achou a barreira de pneus, machucando o braço e tendo que ser retirado pelos comissários. Voltas depois, Elio de Angelis acabaria sendo tocado por Gerhard Berger, perdendo partes do carro e tendo que parar, voltando atrás de Ayrton Senna, que estava atacando Stefan Bellof, que tinha problemas graves de embreagem.


Na volta 31, Martin Brundle, que era o 4º, estava atacando Michele Alboreto, que colocou uma volta em cima de Philippe Alliot, que não viu o companheiro de fundo de pelotão, e acabou batendo nele. O britânico ficou extremamente bravo, e triste, já que havia perdido a oportunidade de subir ao pódio. A Tyrrell, tinha poucas esperanças com Bellof, já que o alemão havia perdido a posição para Senna, e ainda sofria com problemas na embreagem.


Andrea, o MITO, acabou errando na curva três também, mas diferentemente dos outros pilotos, não tocou em nada e conseguiu voltar a corrida. Keke Rosberg começava a relaxar na liderança, havia sofrido problemas com um papel, ou sacola, no radiador, mas depois da parada já estava quase decidido com a vitória. Stefan Johansson, o segundo, ainda tentava alguma coisa, enquanto Alboreto sofria com problemas nos freios.

Ayrton Senna via aí a chance de terminar numa bela terceira colocação, mas na tentativa afobada de passar Alboreto, acabou errando novamente na curva três, e agora batendo de frente. Era o fim da corrida para o brasileiro, que via agora Stefan Bellof assumir o seu lugar. O alemão, como já foi falado várias vezes aqui, tinha problemas na embreagem, mas, magistralmente e com sorte, conseguia se aproximar dos ferraristas.



Nas últimas voltas, com o sueco há poucos segundos do colega escandinavo, a Ferrari de número 28 quebra um dos discos de freio, estragando totalmente as chances de sua vitória. Mas ele ainda continuava tentando terminar a prova, coisa que já era uma batalha. Com seu companheiro tendo problemas, era a chance de Stefan Bellof finalmente voltar ao pódio depois do GP de Mônaco.

O alemão estava colado no italiano na última volta, e torcia para seu xará, Johansson, abandonasse, mas ele acabou nem conseguindo passar por Alboreto. Fim da corrida, Keke Rosberg conquistou uma grande vitória, com Johansson subindo ao pódio pela segunda vez, e Michele fechando o TOP 3. Stefan Bellof conquistara seus últimos pontos, sendo seguido por Elio de Angelis e Nelson Piquet.


RESULTADOS:
  1. Keke Rosberg - Williams Honda - 1:55:39.851 - 9pts
  2. Stefan Johansson - Scuderia Ferrari - +57.549s - 6pts
  3. Michele Alboreto - Scuderia Ferrari - +1:03.170 - 4pts
  4. Stefan Bellof - Tyrrell Ford - +1:06.225 - 3pts
  5. Elio de Angelis - Lotus Renault - +1:26.966 - 2pts
  6. Nelson Piquet - Brabham BMW - +1 Volta - 1pt
  7. Thierry Boutsen - Arrows BMW - +1 Volta
  8. Marc Surer - Brabham BMW - +1 Volta
  9. Eddie Cheever - Alfa Romeo - +2 Voltas
  10. Andrea de Cesaris - Ligier Renault - +2 Voltas
  11. Gerhard Berger - Arrows BMW - +3 Voltas
  12. Jacques Laffite - Ligier Renault - +5 Voltas
  13. Ayrton Senna - Lotus Renault - Acidente - OUT
  14. Martin Brundle - Tyrrell Ford - Colisão - OUT
  15. Philippe Alliot - RAM Hart - Colisão - OUT
  16. Nigel Mansell - Williams Honda - Acidente - OUT
  17. Alain Prost - McLaren TAG-Porsche - Freios - OUT
  18. Riccardo Patrese - Alfa Romeo - Elétrico - OUT
  19. Derek Warwick - Renault Elf - Transmissão - OUT
  20. Patrick Tambay - Renault Elf - Acidente - OUT
  21. Pierluigi Martini - Minardi Motori Moderni - Motor - OUT
  22. Niki Lauda - McLaren TAG-Porsche - Freios - OUT
  23. Teodorico Fabi - Toleman Hart - Embreagem - OUT
  24. Manfred Winkelhock - RAM Hart - Turbo - OUT
  25. Piercarlo Ghinzani - Osella Alfa Romeo - Acidente - OUT
Esses foram os pilotos que participaram da corrida
Volta Mais Rápida: Ayrton Senna - 1:45.612 - Volta 51


Curiosidades:
- 410º GP
- 4º Vitória de Keke Rosberg
- 100º GP de Nelson Piquet
- 19º Vitória da Williams
- 100º GP da Alfa Romeo
- 4º Vitória do Motor Honda
- 50º GP do Motor Hart
- Últimos Pontos de Stefan Bellof
- 2º Pódio de Stefan Johansson


  • MELHOR PILOTO: Stefan Bellof / Martin Brundle
  • SORTUDO: Stefan Bellof / Michele Alboreto / Stefan Johansson
  • AZARADO: Martin Brundle / Stefan Bellof / Stefan Johansson
  • SURPRESA: Nelson Piquet
  • Prêmio Bônus: A DISPUTA TÃO ESPERADA: Ayrton Senna x Stefan Bellof
Bellof e Brundle foram espetaculares nas ruas de Detroit, fazendo uma grande prova dentro do possível do carro, do talento e da sorte de cada um. Bellof, Albo e Johansson tiveram sorte em não abandonar com os problemas que sofriam, mas os mesmos Stefan, além de Martin, seriam considerados azarados por terem tidos problemas quando podiam fazer uma grande corrida. Piquet finalmente marcou seu primeiro ponto em 1985, e olha que chegou á estar em 17º. A disputa tão esperada aconteceu: Bellof x Senna, mas nada daquilo que gostaríamos de ver anos depois, já que o alemão tinha problemas e também um carro aspirado, enquanto Senna não...


Campeonato de Pilotos:
  1. Michele Alboreto - Scuderia Ferrari - 31pts
  2. Elio de Angelis - Lotus Renault - 24pts
  3. Alain Prost - McLaren TAG-Porsche - 22pts
  4. Stefan Johansson - Scuderia Ferrari - 23pts
  5. Keke Rosberg - Williams Honda - 12pts
  6. Patrick Tambay - Renault Elf - 10pts
  7. Ayrton Senna - Lotus Renault - 9pts
  8. Thierry Boutsen - Arrows BMW - 6pts
  9. Nigel Mansell - Williams Honda - 5pts
  10. Stefan Bellof - Tyrrell Ford - 4pts
  11. Andrea de Cesaris - Ligier Renault - 3pts
  12. Niki Lauda - McLaren TAG-Porsche - 3pts
  13. René Arnoux - Scuderia Ferrari - 3pts
  14. Derek Warwick - Renault Elf - 2pts
  15. Jacques Laffite - Ligier Renault - 2pts
  16. Nelson Piquet - Brabham BMW - 1pt


Campeonato de Construtores:
  1. Scuderia Ferrari SpA SEFAC - Ferrari - Ferrari 156/85 - G - 47pts
  2. John Player Special Team Lotus - Lotus Renault - Lotus 97T - G - 33pts
  3. Marlboro McLaren International - McLaren TAG-Porsche - McLaren MP4/2B - G - 25pts
  4. Canon Williams Honda Team - Williams Honda - Williams FW10 - G - 17pts
  5. Équipe Renault Elf - Renault - Renault RE60 - G - 12pts
  6. Barclay Arrows BMW - Arrows BMW - Arrows A8 - G - 6pts
  7. Équipe Ligier - Ligier Renault - Ligier JS25 - P - 5pts
  8. Tyrrell Racing Organisation - Tyrrell 012 - G - 4pts
  9. Motor Racing Developments - Brabham BMW - Brabham BT54 - P - 1pt
Imagens tiradas de Google Imagens - GPExperts.com.br - http://poeticsofspeed.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário