quarta-feira, 26 de agosto de 2015

GP Memorável 56# - Holanda 1985


Apenas uma semana depois do GP da Áustria, a Fórmula 1 voltava á correr no belo circuito de Zandvoort, na Holanda, que, infelizmente, sediaria o último grande prêmio holandês. De qualquer maneira essa corrida seria especial, afinal, Ken Tyrrell conseguiu arrumar dois motores turbo antes do GP da Itália. Com isso, a categoria viu pela primeira vez um GP totalmente turbo.

Apesar da potência, muitos criticavam que o motor de treino era extremamente potente enquanto na corrida o outro motor não era, o que dava aos espectadores uma sensação irreal de velocidade e tempo na sexta e no sábado comparados com domingo. Nos treinos, Nélson Piquet surpreendeu a todos depois de fazer a pole position colocando meio segundo em cima de Keke Rosberg, segundo colocado.


Alain Prost era o terceiro, com Ayrton Senna se recuperando da péssima classificação em Öesterreichring. Teodorico Fabi fez, mais uma vez, um ótimo trabalho com a Tolema para coloca-la na quinta colocação, tendo Patrick Tambay ao seu lado. Nigel Mansell era sétimo, Thierry Boutsen o oitavo, Marc Surer nono e, fechando o top ten, Niki Lauda com seu potente McLaren TAG-Porsche.

O décimo primeiro lugar era de Elio de Angelis, com Derek Warwick ao seu lado, seguidos por Jacques Laffite e Gerhard Berger. Na melhor chance de sua carreira, Piercarlo Ghinzani mais uma vez vai mal nos treinos comparado com seu companheiro, saindo da 15º colocação. O carro da Ferrari começou a perder rendimento depois do GP da Alemanha, o que era mal presságio para o concorrente ao título, Michele Alboreto, que largava na décima sexta colocação.

poeticsofspeed.com

Stefan Johansson estava logo atrás do companheiro, para escolta-lo. Andrea de Cesaris aparecia por ali, por incrível que pareça, já que havia sido demitido por Guy Ligier, que correu atrás dele de volta, já que Philippe Streiff ainda não estava disponível. Com os péssimos Alfa, Riccardo Patrese e Eddie Cheever ficaram com a 19º e a 20º colocação.

Fechando o grid, Martin Brundle conseguiu se classificar na frente de Bellof na sua volta aos turbos. Na 23º colocação, Jonathan Palmer, com Pierluigi Martini, Philippe Alliot e Huub Rothengatter, fechando o grid, já que Kenny Acheson não conseguiu se classificar. O motivo de alguns embaralhamentos? Um forte chuva caiu no sábado, o que impossibilitou a melhora dos tempos. Quase todos os pilotos já haviam aprendido a lição de Nürburgring, mas outros não, como no caso de Niki Lauda, Stefan Bellof, Elio de Angelis e Gerhard Berger...


No domingo, Patrick Tambay acabou batendo na volta de apresentação, e correu para pegar o carro reserva, que estava prontinho para o francês. Na largada, Piquet fica, da mesma forma de Thierry Boutsen, enquanto Rosberg e Senna pulam para as primeiras colocação. Alain Prost não consegue manter o último lugar do pódio, que agora é de Teo Fabi. Mais atrás, Lauda ganhou cinco posições, enquanto, em apenas uma volta, Tambay já recuperou seis colocações.

Outros pilotos que fizeram uma primeira volta de invejar foram Michele Alboreto (de 16º para 12º), Stefan Johansson (de 17º para 11º), Stefan Bellof (22º para 24º) e Martin Brundle (21º para 15º). Logo, Ayrton Senna perdeu terreno para Keke Rosberg, sendo pressionado por Teo Fabi, que não resistiu muito tempo na prova, já que sua Toleman começou a enfrentar problemas.


Alain Prost agora era o terceiro, enquanto Elio de Angelis tomava o 8º lugar de Marc Surer e ia em busca do sétimo posto que era ocupado por Derek Warwick, que por sua vez ataca Nigel Mansell. Mais atrás, Michele Alboreto e Stefan Johansson invertem as posições, colocando o italiano na décima colocação. Stefan Bellof fazia pressão em cima de Gerhard Berger, que deixou espaço para o alemão fazer a manobra e ir ao ataque de Jacques Laffite.

Jonathan Palmer segurou muito bem Patrick Tambay, que só depois de três voltas conseguiu passar o britânico. Lá no fundão, Nélson Piquet efetua sua primeira ultrapassagem, em cima de Huub Rothengatter, que foi para os boxes, com problemas em sua Osella. Agora Lauda passa por Teo Fabi e vai em busca do companheiro de equipe.


Antes de tudo isso, ainda na primeira volta, Pierluigi Martini acabou se acidentando e Eddie Cheever e Riccardo Patrese tiveram problemas no turbo de seus péssimos motores Alfa Romeo. Stefan Johansson estoura seu motor, colocando Stefan Bellof na ótima 11º colocação, já que o alemão já havia passado por Jacques Laffite. Mais atrás, Patrick Tambay já tomara as posições de Brundle e Berger e ia para cima da Ligier do experiente compatriota.

Um erro de Ayrton Senna fez que as McLarens tomassem sua segunda colocação. Na 20º volta, o Honda de Keke Rosberg não resiste e estoura. Imediatamente, Niki Lauda vai para os boxes, dando a segunda colocação para o brasileiro da Lotus. Com mais uma abandono, o de Fabi, e depois de finalmente passar por Mansell, Derek Warwick era o 3º, uma posição jamais esperada no meio de tantos problemas na equipe francesa.


Outro que aproveitou para parar nos boxes foi Stefan Bellof, que fez Nélson Piquet e Elio de Angelis, que já havia parado, subirem de posição. Mansell também para, colocando Brundle numa ótima posição para a Tyrrell, mas por pouco tempo, já que o número 11 da Lotus acabaria tomando sua oitava colocação. Pressionando o companheiro, Tambay vê a sua frente um pódio inimaginável, que se tornar impossível após seu triste abandono depois de uma prova tão fantástica...

Quem tinha que mostrar serviço agora era Piquet, que estava preso atrás da RAM de Philippe Alliot. Apenas Prost e Alboreto, dos ponteiros não haviam parado até a volta 31, quando o italiano, que fazia linda prova, foi aos boxes. Duas voltas depois, o francês para, perde muito tempo na troca dos pneus e volta na terceira colocação. Infelizmente, Derek Warwick já havia deixado a disputa na volta 27.


Stefan Bellof e Michele Alboreto começariam a retomar as posições conquistadas antes das paradas. Primeiro, o alemão passa por Martin Brundle e Thierry Boutsen, assumindo a nona colocação e indo em busca de Gerhard Berger. Depois, o italiano ferrarista deixa Mansell e Surer para trás, correndo agora para pressionar Elio de Angelis, que era o quarto. O péssimo desempenho durante os treinos estava compensando o ótimo no final da prova.

Na 39º volta, Bellof passa por Berger e assume uma fantástica 8º colocação, que estava prestes a se tornar 7º com os problemas de Surer, e até um 6º com Mansell tendo péssimo rendimento. Infelizmente, o alemão parou sua Tyrrell e abandonou com problemas no motor Renault. Esse foi o fim de Stefan Bellof na Fórmula 1...


Brundle ainda teria uma missão mais difícil, com Nigel Mansell voltando a andar bem e o jovem britânico tendo que segurar a sexta colocação do Leão, que recebeu de bandeja esses pontos, para a loucura de Ken Tyrrell nos boxes, que viu seu piloto dificultar a ultrapassagem de Senna, e facilitar de Prost e Mansell...

Na 45º volta, Michele Alboreto assume a quarta colocação após passar por Elio de Angelis, enquanto mais atrás Nélson Piquet finalmente conseguia passar por Philippe Alliot. Na volta 46, Ayrton Senna não resiste aos ataques de Prost e cede o segundo lugar. Com o abandono de Boutsen, os problemas de Marc Surer, e a ultrapassagem sob Alliot, Piquet era 9º agora.


A partir daí, nada mudaria na corrida, apenas outra ultrapassagem, que foi feita pelo bicampeão da Brabham em cima de Berger. Lá na frente, uma linda disputa nas últimas voltas, com Alain Prost colocando roda para fora da pista em busca de mais uma vitória em Zandvoort. Bravamente, Niki Lauda segura a posição diante de tantos ataques do francês, que aumentaram na última volta.

No fim de tudo, Prost chega 0.232s atrás de Niki Lauda, que vence pela última vez. Michele Alboreto tirava três segundos por volta para Senna, que fantasticamente ainda segurou o pódio, enquanto Elio de Angelis e Nigel Mansell fechavam os lugares pontuáveis, com Martin Brundle batendo na trave de conquistar seus primeiros pontos na temporada.


RESULTADO:
  1. 1 - Niki Lauda - McLaren TAG-Porsche - 1:32:29.263 - 9pts
  2. 2 - Alain Prost - McLaren TAG-Porsche - +0.232s - 6pts
  3. 12 - Ayrton Senna - Lotus Renault - +48.491s - 4pts
  4. 27 - Michele Alboreto - Scuderia Ferrari - +48.837s - 3pts
  5. 11 - Elio de Angelis - Lotus Renault - +1 Volta - 2pts
  6. 5 - Nigel Mansell - Williams Honda - +1 Volta - 1pt
  7. 3 - Martin Brundle - Tyrrell Renault - +1 Volta
  8. 7 - Nelson Piquet - Brabham BMW - +1 Volta
  9. 17 - Gerhard Berger - Arrows BMW - +2 Voltas
  10. 8 - Marc Surer - Brabham BMW - Escapamento
  11. 24 - Huub Rothengatter - Osella Alfa Romeo - NC
  12. 18 - Thierry Boutsen - Arrows BMW - Suspensão - OUT
  13. 9 - Philippe Alliot - RAM Hart - Motor - OUT
  14. 4 - Stefan Bellof - Tyrrell Renault - Motor - OUT
  15. 16 - Derek Warwick - Renault Elf - Caixa de Câmbio - OUT
  16. 25 - Andrea de Cesaris - Ligier Renault - Turbo - OUT
  17. 15 - Patrick Tambay - Renault Elf - Transmissão - OUT
  18. 6 - Keke Rosberg - Williams Honda - Motor - OUT
  19. 19 - Teodorico Fabi - Toleman Hart - Roda - OUT
  20. 26 - Jacques Laffite - Ligier Renault - Elétrico - OUT
  21. 30 - Jonathan Palmer - Zakspeed Racing - Pressão de Óleo - OUT
  22. 20 - Piercarlo Ghinzani - Toleman Hart - Motor - OUT
  23. 28 - Stefan Johansson - Scuderia Ferrari - Motor - OUT
  24. 29 - Pierluigi Martini - Minardi Motori Moderni - Acidente - OUT
  25. 23 - Eddie Cheever - Benetton Team Alfa Romeo - Turbo - OUT
  26. 22 - Riccardo Patrese - Benetton Team Alfa Romeo - Turbo - OUT
  27. 9 - Kenny Acheson - RAM Hart - DNQ
Esses eram os pilotos inscritos para a corrida
Volta Mais Rápida: Alain Prost - 1:16.538 - Volta 57

poeticsofspeed.com

Curiosidades:
- 415º GP
- 25º E Última Vitória de Niki Lauda
- 54º E Último Pódio de Niki Lauda
- 47º Vitória da McLaren
- 150º Pódio da Lotus
- 150º GP da Ligier
- 21º E Último GP de Stefan Bellof
- 1º GP Totalmente Turbo

poeticsofspeed.com

  • MELHOR PILOTO: Patrick Tambay / Michele Alboreto
  • SORTUDO: Niki Lauda
  • AZARADO: Patrick Tambay / Alain Prost
  • SURPRESA: N/H
  • Prêmio Bônus - ADEUS: Stefan Bellof / Zandvoort
  • Prêmio Bônus - CORRER? ATÉ MESMO DEMITIDO - Andrea de Cesaris
  • Prêmio Bônus - ALELUIA: Tyrrell
Tambay e Alboreto fizeram corridas fantásticas, com o francês largando dos boxes e já estando nos pontos na volta 22, enquanto o italiano, mesmo com uma Ferrari ruim fazendo pressão em Ayrton Senna e quase conseguindo um pódio. Lauda viu Prost ter um péssimo pit stop e voltar em terceiro, o que beneficiou o austríaco ter sua última vitória. Infelizmente, essa foi a última vez que vimos Stefan Bellof e Zandvoort na Fórmula 1... enquanto o MITO MITAVA correndo mesmo demitido da Ligier, já que Philippe Streiff não estava apto para participar da prova. Com a Tyrrell aceitado a "Era Turbo", a Fórmula 1 finalmente viu um GP totalmente turbo...


Campeonato de Pilotos:
  1. 2 - Alain Prost - McLaren TAG-Porsche - MP4/2B - 56pts
  2. 27 - Michele Alboreto - Scuderia Ferrari - 156/85 - 53pts
  3. 11 - Elio de Angelis - Lotus Renault - 97T - 30pts
  4. 28 - Stefan Johansson - Scuderia Ferrari - 156/85 - 19pts
  5. 12 - Ayrton Senna - Lotus Renault - 97T - 19pts
  6. 6 - Keke Rosberg - Williams Honda - FW10 - 18pts
  7. 1 - Niki Lauda - McLaren TAG-Porsche - MP4/2B - 14pts
  8. 7 - Nelson Piquet - Brabham BMW - BT54 - 13pts
  9. 15 - Patrick Tambay - Renault Elf - RE60/RE60B - 11pts
  10. 26 - Jacques Laffite - Ligier Renault - JS25 - 10pts
  11. 18 - Thierry Boutsen - Arrows BMW - A8 - 9pts
  12. 5 - Nigel Mansell - Williams Honda - FW10 - 7pts
  13. 16 - Derek Warwick - Renault Elf - RE60/RE60B - 4pts
  14. 4/3 - Stefan Bellof - Tyrrell Ford/Renault - 012/014 - 4pts
  15. 25 - Andrea de Cesaris - Ligier Renault - JS25 - 3pts
  16. 28 - René Arnoux - Scuderia Ferrari - 156/85 - 3pts
  17. 8 - Marc Surer - Brabham BMW - BT54 - 2pts


Campeonato de Construtores:
  1. Scuderia Ferrari SpA SEFAC - Ferrari - 156/85 - ALB/ARN/JOH - G - 75pts
  2. Marlboro McLaren International - McLaren TAG-Porsche - MP4/2B - LAU/PRO - G - 70pts
  3. John Player Special Team Lotus - Lotus Renault - 97T - ANG/SEN - G - 49pts
  4. Canon Williams Honda Team - Williams Honda - FW10 - MAN/ROS - G - 25pts
  5. Équipe Renault Elf - Renault - RE60/RE60B - HES/TAM/WAR - G - 15pts
  6. Motor Racing Developments - Brabham BMW - BT54 - PIQ/HES/SUR - P - 15pts
  7. Équipe Ligier - Ligier Renault - JS25 - CES/LAF - P - 13pts
  8. Barclay Arrows BMW - Arrows BMW - A8 - BER/BOU - G - 9pts
  9. Tyrrell Racing Organisation - Tyrrell Ford/Renault - 012/014 - BRU/JOH/BEL - G - 4pts
Imagens tiradas do Google Imagens - GPExperts.com.br - F1-History.Deviantart.com - http://poeticsofspeed.com/

Um comentário:

  1. Lauda mostrando o quão bom ainda era, apesar de muitas quebras aquele ano, e Senna mostrando para o que veio!

    ResponderExcluir